O Pornographo - um blog que não sai do corpo (fund. 2005)
quinta-feira, fevereiro 23
  [70]
Secção FPF-GT [»12]: Bareback Mountain.
 
segunda-feira, fevereiro 20
  [69] Não confundir...
... a intuição de Sherlock Holmes

com

o tição de Suzanna Holmes.

Etiquetas:

 
sexta-feira, fevereiro 17
  [68] Ao décimo dia da licenciosidade
Como todo o cinema, a pornographia também tem a sua série Z.
Por mão da adorável Justine, cheguei a um site, chamado Putrescine - atrocidades e aberrações cinematográficas, onde se descobrem verdadeiras pedras preciosas, um oásis para quem está habituado à paupérrima imaginação dos produtores e importadores portugueses, sobre a qual já tive ensejo de reflectir anteriormente.
De tão bom, o site será listado na coluna de links de O Pornographo, honra reservada a poucos e compreendida por menos.
Só da letra A, e à guisa de aperitivo, retiro os seguintes títulos e respectiva descrição:

- AGUENTA TESÃO (O ETESÃO) - Dir. Custódio Gomes, 1986. Sexo explícito trash com direito à presença de um ridículo ET. Com Márcia Ferro, Oswaldo Cirilo.

- ALUCINAÇÕES SEXUAIS DE UM MACACO - Dir. Custódio Gomes, 198? - Após ANOS de procura finalmente encontramos esse sério concorrente ao título de mais esdrúxulo filme cometido na famigerada Boca do Lixo! Basta dizer que o tal macaco é ninguém menos que o Anão Chumbinho fantasiado com uma tosquíssima fantasia de gorila! Só para fãs de trash em estágio terminal. XXX! (foto da capa aqui).

- AQUI, TARADOS! - Dir. David Cardoso & John Doo, 1981. Três histórias, com destaque para a terceira, onde um pasteleiro chinês usa o corpo de mulher com o qual acabara de praticar necrofilia como recheio de pastéis. Com Zaira Bueno.

Eu não disse?
 
quinta-feira, fevereiro 9
  [67] Da sandes de atum ao Interracial Banana Split
O nosso comparsa Papo-Seco deixou aí um comentário a lastimar-se de ter perdido o seu tempo a ver determinado filme (neste blog, só há publicidade institucional, normalmente a favor do Governo - viva o Governo!), em vez de o ter utilizado para rever o clássico The Devil in Miss Jones.
Meu querido Amigo: na minha função de seu guia espiritual, não posso fazer mais do que absolvê-lo, aproveitando para lhe dizer, de jeito amistoso mas firme, que não é muito saudável ficar tão agarrado à pornographia clássica. Bem sabe quanto eu prezo esse período da História, e a atenção que, semanalmente, lhe dedica. Mas está na altura de quebrar a casca e descobrir os seus Boulez, os seus Glass, quem sabe os seus Mind da Gap.
Posto isto, agradeço-lhe ter-me recordado Miss Jones. Devia ser, efectivamente, uma mulher muito licenciosa. Tanto que, depois de casada, deu origem àquela fabulosa ode ao adultério de Billy Paul, Me & Mrs. Jones. Pois eu tive a sulfurosa felicidade de ouvir, certo dia, a enorme Alison Moyet a entoar essa cançoneta. Todas aquelas carnes, trémulas debaixo de uma djallabah branca (não esquecer que este é um blog licencioso), a vibrar enquanto se ouvia: "Meeeeeeeeeeeeeeeeee........ and....................... Mrs. Jo-o-ones....".
Eu era jovem, não pensava bem. E durante muito tempo a Alison Moyet e a dita Mrs. Jones, que imaginei esbelta e negra, deitavam-se comigo e ajudavam-me a adormecer. Já na idade adulta, concebi uma sobremesa muito apreciada pelos meus convidados, a que chamei Interracial Banana Split: uma enorme quantidade de sorvete de baunilha, de um lado, uns riscos finos de chocolate derretido encimados por raspas de chocolate 74%, do outro - e, no meio, indefesa mas indómita, uma banana do Equador.
 
quarta-feira, fevereiro 8
  [66] Sobre a situação [interlúdio]
Estava eu hoje no duche e acorreu-me o seguinte pensamento: a situação é desesperada e parece o desenrolar de um vasto prepúcio - quanto mais se estica, mais a coisa fica vermelha. Mas está muito longe de ser séria.
 
  [65] Solidariedade
Este blog está solidário com o Governo Português e passa a ostentar o nome supra até que a situação regresse à normalidade.
 
quinta-feira, fevereiro 2
  [64] Entre sushi e ligueiros
Hoje a engenheira pediu-me para fazer serão. Vai examinar, com a assistente dela, os catálogos de lingerie para noivas que chegaram esta semana, e quer uma opinião masculina.
Já mandaram vir comida japonesa e uns brancos secos.
Numa palavra: horas extraordinárias.
 
  • "Não digais: «Dá três sem a tirar». Dizei: «É um simplório»" (Pierre Louÿs, Manual de Civilidade para Meninas)
  • "«Irei pelos penhascos» - disse ele, saindo da gruta" (Lobsang Rampa, O Eremita)
  • "This time we go sublime" (Frankie Goes to Hollywood)
  • APRESENTAÇÃO
    EU É QUE SOU O PORNOGRAPHO
    100 nada
    A Causa Foi Modificada
    A funda São
    A Loira Não Gosta de Mim
    A Natureza do Mal
    Albergue dos Danados
    Almocreve das Petas
    Anarca, aka Ganda Cavaleiro Pornographico
    Avatares de um Desejo
    Azul Cobalto
    ...Blogo Existo
    Bombyx-Mori
    Chez Maria
    Cocanha
    Diário da República
    Estes Momentos
    FFFamel ZZZundap
    fazdeconta
    fluffy Lychees
    Frangos para Fora
    Impertinências
    Lida Insana
    Lugar Comum
    Mar Salgado
    Marretas
    Maus Fí­gados
    Memória Virtual
    Metroplinetida I
    Metroplinetida II
    Núcleo Duro
    O Meu Pipi
    Quase em Português
    Quatro Caminhos
    Sala Oval
    Sem Pénis nem Inveja
    Sexo Sem Nexo
    Solvstäg
    Teste de Limites
    Um Amor Atrevido
    Uma Sandes de Atum
    Voz do Deserto
    Xupacabras
    ARCHIVES
    07/05 / 08/05 / 09/05 / 10/05 / 11/05 / 12/05 / 01/06 / 02/06 / 03/06 / 04/06 / 05/06 / 06/06 / 07/06 / 08/06 / 09/06 / 10/06 / 11/06 / 12/06 / 01/07 / 02/07 / 03/07 / 04/07 / 05/07 / 06/07 / 07/07 / 09/07 / 10/07 / 12/07 / 01/08 / 02/08 / 08/08 / 10/08 / 02/09 / 06/10 / 02/11 / 11/11 /


    Powered by Blogger